9 de fevereiro de 2014

O dardo de Kushiel (série Kushiel #1)



Autor: Jacqueline Carey
Género:
Fantasia
Idioma: Português

Páginas: 400
Editora:
Saída de Emergência

Colecção: Bang
ISBN:  978-989-637185-2
Título original: Kushiel's Dart
Tradução: Teresa Martins de Carvalho
---

Bem-vindos a Terre D'Ange, pátria dos D'Angeline, e palco inicial da trilogia Kushiel, de Jacqueline Carey. A série de livros passa-se num mundo medieval europeu adaptado (com Terre D'Ange a ocupar o território da França), uma nação fundada pelo Abençoado Elua.

A nossa narradora é Phèdre, nascida com uma marca escarlate no olho esquerdo (o que a destina a ser uma Serva de Naamah) e vendida para servir na Corte da Noite, onde fica até ser comprada por Delaunay, um fidalgo que vê nela a marca de Kushiel e a treina para ser uma cortesã e uma espia ao seu serviço, juntamente com Alcuin, outro pupilo de Delaunay.


Phèdre é uma boa narradora e protagonista, forte, determinada e inteligente, com um grande sentido de sobrevivência. Treinada nas artes da alcova e instruída em história, política, filosofia e vários idiomas, torna-se uma anguissette irresistível, oferecendo prazeres destinados aos mais altos círculos e obtendo as informações necessárias ao objectivo de Delaunay.


As intrigas e esquemas que Phèdre e Alcuin desvendam entre lençóis vão levar a acontecimentos dramáticos, que os colocam no palco da luta de poderes, chamando a atenção dos nobres poderosos, que os tentam usar nos seus jogos de traição e influências.

O dardo de Kushiel é um livro rico em detalhes. Demorei um pouco a familiarizar-me com os termos comuns e os vários locais, com a hierarquia das casas e a cultura presentes no livro, mas isso é natural e acontece neste tipo de livros; é uma questão de tempo (e capítulos) até absorvermos tudo. O tom do livro é formal, barroco até, e a autora optou por um vocabulário complexo e rico, o que também requer alguma habituação.

Para quem gosta de intriga e lutas de poder, vai gostar d'O dardo de Kushiel, com a ressalva de que um universo tão extenso e cheio de pormenores exige paciência nas primeiras dezenas de páginas. Depois disso, torna-se uma leitura entusiasmante, a que se volta com gosto.

Como é habitual, a editora disponibilizou um excerto do livro; podem lê-lo aqui.

****
(bom)

6 comentários:

Fiacha disse...

Ora viva,

Já tinha saudades de novas por estes lados :D

E que novidade, logo uma das minhas escritoras favoritas, lamento profundamente que a Editora tenha divido este primeiro volume, pois dada a complexidade (já referida) não se consegue perceber o que está em jogo, garanto que no seguinte ficarás com uma ideia bem mais consistente do enredo, pois vai levar uma enorme volta e ao chegares ao final do livro seguinte, fica um ciclo devidamente encerrado.

Continua que vais ser bem surpreendida e a escrita da Carey é....elegante ;)

bjs e boas leituras

barroca disse...

oi!

andei ocupada (novo emprego) e a leitura ressentiu-se; além disso, ainda são 400 páginas. ;)

acho o universo desta autora muito interessante e já percebi a gd volta que a acção vai levar (não vou comentar por causa de spoilers) e estou entusiasmada em ler o resto das peripécias de phèdre.

a escrita é bastante elegante, sim, e é bom para desenjoar de toda a fantasia urbana que tenho lido nos últimos meses (a série da sookie stackhouse, por ex, onde a linguagem é muito moderna).

beijoca.

Fiacha disse...

Ois,

Sendo assim compreendo a tua ausência :D

Só no final do livro seguinte me compreenderás ;)

Bjs

barroca disse...

hmm, fiquei curiosa, agora! :D

dricca v disse...

quero ler este livro à algum tempo e agora fiquei ainda mais curiosa. tem romance?

barroca disse...

Olá dricca v! tem romance, sim. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...