31 de maio de 2014

Os Portugueses



Autor: Barry Hatton
Género:
História
Idioma: Português

Páginas: 305
Editora:
Clube do Autor

Ano: 2011
ISBN:  978-98-9845246-7
Título original: The Portuguese: a modern history
Tradução: Pedro Vidal
---

Barry Hatton é inglês e vive em Portugal há 25 anos. Correspondente da Associated Press desde 1997, fartou-se de tentar explicar aos vários estrangeiros com quem falava onde ficava o nosso país, qual a nossa história, e porque escolhera viver cá. 

Quando o autor disse à filha mais velha, portuguesa e então com 15 anos, que estava a escrever o livro, a resposta imediata foi: «Oh pai! Não nos faças parecer um bando de saloios, que é o que toda a gente pensa de nós.»

Quando escreveu Os Portugueses, Hatton quis fazer um retrato moderno do país, explicar as nossas origens e como chegámos ao que somos hoje; acabou com um livro divertido e informativo, que revela, bem ou mal, bastante de nós como povo.
 «[Portugal é] um pingo de tinta seca da mão que escreveu Império.» (Fernando Pessoa)
Hatton acerta na mouche quando afirma que somos os nossos maiores críticos. Mandamo-nos abaixo com frequência e apregoamos que o que é estrangeiro é que é bom. Só reconhecemos o sucesso de um compatriota quando lá fora já foi enaltecido (Paula Rêgo, José Mourinho, Joana Vasconcelos, etc.).

Também não falha ao apontar o que está na base do desleixo a que o interior do país é votado em detrimento das capitais Lisboa e Porto, na forma como os nossos políticos usam o poder, no atraso cultural/económico/estrutural que décadas de ditadura provocaram.
  
«O Algarve continua a ter praias fantásticas, mas falta-lhe profundidade, tendo sido desenhado com a ideia em mente de uma quinzena de férias na praia.»
Ao longo de mais de 300 páginas, experimentamos orgulho e vergonha, conformismo e alguma raiva, ao perceber como calculámos mal, como fomos precipitados ou pouco visionários, quando demonstrámos qualidades admiráveis ao abrir o mundo a si mesmo com os Descobrimentos mas fomos incapaz de continuar a lutar por nos melhorarmos e assegurarmos um futuro autónomo e assente nos nossos recursos.

Há uma frase de Miguel Torga usada para nos descrever como povo que fascina Barry Hatton e que dá que pensar: «um pacífico colectivo de pessoas revoltadas». A sua actualidade é arrepiante, ainda mais nos tempos que atravessamos.

Os Portugueses é uma leitura didáctica e bastante curiosa, um retrato maioritariamente positivo feito por um estrangeiro que ama o nosso país, mas que não se deixou cegar, apontando de forma certeira as nossas maiores falhas e feitos. É claramente uma visão pessoal, revisitando os nossos maiores triunfos e pedradas no charco, ao mesmo tempo que desvenda a razão de alguns hábitos e ditos populares.

Entre anedotas e episódios caricatos, Os Portugueses é um apontamento inteligente e perspicaz.

****
(bom)

1 comentário:

Anónimo disse...

Hey very nice blog!

Feel free to surf to my blog :: chuckdoesit.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...