6 de agosto de 2018

Some kind of peace


Autores: Camilla Grebe; Åsa Träff
Género: Thriller
Idioma: Inglês
Páginas: 315
Editora: Free Press
Ano: 2012
ISBN: 1451654596
---

Siri Bergman é uma terapeuta que ajuda os seus pacientes a ultrapassar as mais diversas fobias e distúrbios, quando ela própria luta por ultrapassar um medo irracional do escuro e a morte recente do marido.

Todos os dias Siri está no centro de Estocolmo, a dar consultas no gabinete de psicologia que partilha com mais dois colegas, Sven e a sua melhor amiga Aina, e todas as noites está na sua casa isolada junto ao mar, um farol no meio da escuridão, com todas as luzes acesas até o dia nascer.

Siri vive como uma eremita. A
penas comparece a algumas reuniões familiares uma vez por outra, e as irmãs e os pais nunca são convidados a ir à sua casa; a sua companhia constante são as garrafas de vinho que compra antes de ir para casa e que lhe garantem (quase sempre) um sono sem sonhos.

Tudo muda quando uma das pacientes da terapeuta aparece morta na praia junto à casa e a polícia encontra uma nota em que diz que a culpa é de Siri e que o suicídio era o único escape. Quando o cenário de suicídio é descartado, rapidamente se percebe que Siri está a ser alvo de uma pessoa doente, que a espia e segue os seus passos, e que parece esperar o momento certo para a atacar.

Gosto bastante de policiais de autores nórdicos e nunca tinha lido nada desta dupla de (irmãs) autoras. Some kind of peace é um thriller que demora o seu tempo a desenvolver e com pouco suspense, havendo um maior enfoque nas sessões que Siri tem com os seus diferentes pacientes.

Apesar de bem escrito, achei-o monótono - talvez umas dezenas de páginas a menos ajudasse. Gostei bastante das passagens que abordam as fases do luto do marido da protagonista – principalmente os capítulos na última parte do livro - e acho que isso tornou
o livro mais interessante, mas como thriller é mediano.


***
(mediano/razoável)

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...