7 de maio de 2021

Blowout - corrupted Democracy, rogue state Russia and the richest, most destructive industry on Earth




Autor: Rachel Maddow
Género: Política

Idioma: Inglês
Duração: 15h e 33m

Editora: Random House Audio
 Ano: 2019

---

Não conheço o programa de Rachel Maddow - The Rachel Maddow Show - mas todos os artigos que li sobre ela mencionam a sua marca registada: um discurso informado sem papas na língua pontuado por humor negro e sarcástico.

No livro Blowout, Maddow, que é doutorada em Ciência Política pela universidade de Oxford, explica como o petróleo é o maior influenciador do mundo em que vivemos actualmente, não apenas económica como geopoliticamente, plasmado na forma como as petrolíferas influenciam as potências mundiais e contribuem para a opressão dos países em desenvolvimento.

Nos primeiros dois capítulos, é claro que o tom do livro tem tanto de divertido como de assustador.

É explicado como a indústria de petróleo e gás – que gerou corporações bilionárias como a ExxonMobil, a Chevron e a BP - enfraqueceu democracias em países desenvolvidos e em desenvolvimento, poluiu massas de água e financiou ditadores. Há capítulos dedicados a como Yeltsin entregou a presidência russa a Putin, e como Putin usou a indústria do petróleo para afirmar e manter o seu poder – ajudado ainda pelo recurso à chantagem, à intimidação e ao assassinato de vários adversários políticos.

Dos EUA à Rússia, passando pela Sibéria e pela Guiné Equatorial, percebemos como o petróleo e os poluentes brutos da perfuração intensiva exauram o solo causando danos irreversíveis ao ambiente e como as empresas do ramo nunca são sancionadas, contornando leis e pagando generosamente para escapar às punições legalmente previstas.

Blowout leva-nos numa viagem à volta do mundo, expondo a influência e o poder das indústrias do petróleo e do gás natural (o “Big Oil and Gas”) rematando sobre o “como” e o “porquê” do governo russo ter interferido nas presidenciais americanas de 2016.

No final, Maddow apela aos activistas, jornalistas e eleitores que preservem e protejam as democracias dos seus países da influência destas indústrias nocivas, mas depois de tanto "podre", as soluções mencionadas são poucas e desanimadoras.

É um livro muito bem pesquisado e muito bem narrado... e igualmente deprimente. Alguns parágrafos precisam de ser relidos/rebobinados e ouvidos porque as frases são longas e contêm tanta informação - nomes, datas, locais, estatísticas - que é fácil deixar escapar alguns pormenores. Recorri ao Google várias vezes para associar caras a nomes e ler algumas biografias. É um livro que exige tempo e atenção e que não se lê de enfiada.

Esta versão audiolivro, narrado pela autora, ganhou o Grammy de Best Spoken Word Album de 2019.

*****
(muito bom)

 


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...